Após o nascimento do bebê não é apenas a rotina em casa que se transforma, o corpo também. Lidar com as mudanças abrangentes do pós-parto, que vão do aspecto físico ao psicológico, é um momento desafiador para toda mulher que se torna mãe. Nessa nova fase, atividades que fortalecem o corpo e a mente são imprescindíveis e a prática do yoga pode trazer benefícios. Uma das vantagens é que o bebê pode participar.

Veja a seguir como atingir um bom condicionamento físico e emocional praticando yoga com o seu filhote.

YOGA - foto Ascom

YOGA – foto Ascom

Boa forma física e emocional com o yoga

As posturas do yoga trabalham pontos vitais do corpo, acalmam a mente e melhoram o funcionamento do organismo como um todo. Ao praticar a técnica juntos, as mamães e os bebês só têm a ganhar.

Para as mães, o yoga fortalece a musculatura do abdômen, ajudando o útero voltar a sua forma natural com maior facilidade. Além de contribuir para a produção de leite, a prática regular das posturas também reduz a tensão e a ansiedade, prevenindo a depressão pós-parto.

Já aos bebês, as posturas do yoga não apenas estimulam a flexibilidade e o fortalecimento dos músculos, como também auxiliam no desenvolvimento motor e cognitivo. Confortantes, os movimentos trazem benefícios que vão além de uma boa noite sono. Especialmente nesta fase, em que mãe e filho estão se conhecendo, o yoga fortalece os laços afetivos, melhorando a autoestima de ambos e proporcionando sensação de segurança.

Integrar a pratica do yoga no seu dia a dia não é difícil. Procure estabelecer um horário conveniente para ambos. Você pode praticar em casa ou com um grupo de mães em um parque, praça ou até mesmo em um centro esportivo.

E por que não incluir os filhotes mais velhos nesta prática também? Se você é daquelas que acredita que brincando se aprende, não deixe de ensinar yoga aos outros pequenos da família. Para as crianças, as posturas de animais são as mais interessantes, além de divertidas, elas melhoram a coordenação motora e a concentração dos pequenos.

Para as mamães de primeira viagem que querem começar a praticar o yoga, é recomendável esperar o termino do sangramento pós-parto, retornando as atividades físicas gradualmente. Comece com as posturas moderadas, que exigem menos esforço, as invertidas são permitidas apenas depois de três meses após o parto para evitar complicações.

Ficou com vontade de experimentar? Há alguns recursos disponíveis na internet, que ensinam as principais posturas e sequências de yoga com bebês.

Você já é adepta do yoga? Então compartilhe algumas dicas com outras mamães nos comentários abaixo!