O significado da palavra Doula é “aquela que serve” e é utilizado para designar as acompanhantes da gestante ou do casal antes, durante e depois do parto tanto no trato emocional, afetivo e físico. Ou seja, a doula está ali para servir a gestante em todas as suas necessidades, seja estas simples como preparar um chá ou ser um apoio emocional com palavras de incentivo e otimismo. A doula é comparado a um pilar na qual a gestante e o marido se “apoiam” para, quando necessário, dissipar as dúvidas e acalmar os corações.

Como passei recentemente por um parto, sei exatamente como este momento é especial na vida da mulher, deixamos de ser filhas para sermos mães, e muitas vezes mães de primeira viagem cheias de medos e dúvidas. O parto é um ritual que marca o fim de uma fase e o inicio de outra, o fim da fase gestacional e início da fase da maternidade e sem dúvida é uma das fases mais marcantes da vida da mulher.

DOULA

DOULA

DOULA

O trabalho da doula, vem auxiliando a crescente corrente de humanização, que busca resgatar o parto natural, devolvendo à mulher no momento do parto, o papel principal,  deixando a natureza agir em sua sabedoria, na contra mão de tudo que tem acontecido ultimamente em relação aos partos no Brasil – Atualmente, 80% dos partos na rede privada são cesarianas – E assim, desmistificando o parto e tratando-o como um evento fisiológico e natural, onde a mulher deve ser respeitada em suas escolhas, acolhida e acompanhada por pessoas em perfeita sintonia com esse momento lindo.

As mulheres que desejam ter seus filhos de forma natural, mas, estão cheias de dúvidas e medos, a doula é a pessoa certa para auxiliar neste momento, sanando muitas dúvidas e tranquilizando os medos.

Todas nós sabemos que a fase da gestação, parto e pós gestação, são momentos nada fáceis – não é coincidência existir inúmeros casos de depressão pós parto – e a maioria das gravidinhas, recorem as mães, irmãs, amigas, para, de alguma forma, amenizar as “dores” dessas fases, no entanto, outras gravidinhas, nem sempre podem contar com mulheres de confiança por perto. Nesse contexto, a doula surge como um resgate da presença feminina, acompanhando a gestante durante todo o período, auxiliando-a no que ela solicitar, oferecendo conforto, carinho, compreensão, respeitando suas vontades, ajudando-a a lidar com a dor de forma positiva, incentivando e lembrando sempre que ela é capaz de parir naturalmente, e fazendo muitas outras coisas que a gestante necessite.

Geralmente, a doula acompanha a gestante ou casal desde o pré-natal, criando um vínculo de afeto e confiança, esclarecendo dúvidas e preparando para o parto. A doula também pode atuar no pós-parto, visitando a casa da puérpera (mulher no pós-parto recente) para auxiliá-la na amamentação e nos cuidados iniciais com o bebê.

Você já utilizou os serviços de uma doula? Comente aqui como foi sua experiência.

Pra quem quer saber mais sobre esta profissão, recomendo o site http://www.doulas.com.br/