Segurança Digital Para Crianças e Adolescentes

PSafe dá dicas de segurança digital para crianças e adolescentes

Segurança Digital

segurança digital

Segurança Digital – O uso da internet por crianças tem se tornado um hábito cada vez mais comum. Segundo pesquisa TIC Kids, 80% da população brasileira entre 9 e 17 anos já utiliza a rede e, deste total, mais de 66% se conecta mais de uma vez por dia.

Importante no desenvolvimento dos jovens brasileiros, a internet também representa um grande desafio para os pais, que precisam proteger filhos das ameaças existentes no mundo virtual.

Para ajudar a aumentar a segurança digital e evitar expor as crianças de maneira perigosa na rede, os especialistas da PSafe, empresa brasileira especializada em segurança digital, reuniram uma série de orientações, de modo a auxiliar os pais a orientarem seus filhos sobre como interagir com o mundo virtual – e reagirem a perigos que nele se escondem. Veja abaixo.

Oriente sobre o uso da internet e estabeleça canal aberto para conversas

Hoje em dia está cada vez mais difícil impedir o acesso ao mundo digital. Neste ponto, ter um canal aberto com seu filho é a principal chave para manter uma relação sadia e com menos riscos na internet. Por esse motivo, estabeleça uma rotina de conversa, de modo que ele tenha em você uma fonte segura para levar suas preocupações, dúvidas ou pedidos de conselho.

Estabelecer uma conversa de via de mão dupla também é importante na medida em que os filhos tendem a achar que os pais não estão tão por dentro das novidades tecnológicas quanto eles. Por isso, permita que eles te mostrem as novidades enquanto você os ajuda a usá-las com cuidado. Evite proibir, pois muitas vezes isso gera ainda mais curiosidade na criança ou adolescente.

Tenha atenção ao uso de redes sociais

O ideal é que as redes sociais sejam utilizadas por crianças apenas a partir dos 13 anos, pois estas já possuem maior discernimento sobre os conteúdos expostos que devem ou não serem visualizados. Porém, apesar de não recomendável, cabe aos pais decidirem quando permitirão que seus filhos tenham acesso.

É importante ter em mente que, ao mesmo tempo que podem atuar como um dos principais meios de comunicação das crianças e adolescentes com seus amigos, as redes aumentam a vulnerabilidade e o possível acesso a conteúdo impróprio para suas idades. Por esse motivo, é recomendável que você ensine, desde cedo, como devem ser utilizadas e os riscos contidos nas redes sociais, além de ter atenção e acessar, de tempos em tempos, o perfil do seu filho para verificar o que vem sendo dito e para quem.

Limite o acesso às páginas

Simples erros de digitação são capazes de expor a criança a conteúdos inapropriados para a sua idade. Se o seu filho quiser ver vídeos no Netflix, por exemplo, e digitar M ao invés do N, terá acesso a um site de conteúdo adulto. Por isso, é de extrema importância que você limite o acesso, bloqueando páginas e conteúdos e autorizando apenas links confiáveis. Avalie qualquer página antes de liberar o acesso e confira se ela oferece um cadeado próximo ao endereço, o que reforça sua segurança.

Oriente a não falar com estranhos e dar informações pessoais

A orientação “Não fale com estranhos” vale tanto no mundo físico como no virtual. Explique para o seu filho que, caso receba uma mensagem de pessoas desconhecidas, não responda e avise um adulto imediatamente. Lembre-o que a internet facilita o anonimato, devendo-se tomar todo o cuidado com informações compartilhadas com estranhos. O mesmo deve ser feito com o recebimento de links. A recomendação deve ser não clicar e procurar pelo seu apoio. Essas medidas podem evitar que ele converse com pessoas mal-intencionadas e acesse conteúdos impróprios ou infectados.

Tenha softwares de segurança instalados nos dispositivos

Alguns sites contêm códigos maliciosos que conseguem roubar dados registrados no aparelho. Para proteger a sua privacidade e do seu filho, tenha sempre à mão soluções de segurança como antivírus e antiphishing (bloqueio de mensagens falsas para “pescar” informações pessoais, fotos e senhas). O app gratuito PSafe Total, por exemplo, aplicativo gratuito disponível na Google Play, disponibiliza diversas funções capazes de garantir a sua privacidade.

Ensine sobre privacidade na internet

É cada vez maior o número de casos de vazamento de informações pessoais e fotos na internet. Para não pôr em perigo a juventude do seu filho, oriente-o que nem tudo pode ser compartilhado online, pois, uma vez que o conteúdo é enviado para terceiros, perdemos totalmente o controle sobre ele. É importante destacar o que não deve ser compartilhado, até mesmo com amigos, e por quais razões.

Caso você descubra que seu filho é vítima de cyberbullying, um tipo de “chantagem virtual”, é importante não brigar ou julgar. Lembre-se que a vítima nunca tem culpa. Mantenha a calma e tenha uma conversa tranquila e compreensiva, reforçando que você está ao lado dele. Além disso, tome medidas legais contra essa ação, visando penalizar os responsáveis por esse crime.

Tome cuidado com as informações guardadas no seu aparelho

Recebemos diariamente, principalmente por aplicativos de mensagens instantâneas, diversos vídeos e imagens, muitos deles com conteúdo impróprio para nossos filhos. É preciso ficar atento a essa questão e realizar a limpeza periódica dos arquivos para, desta maneira, evitar que a criança se depare com materiais inadequados. É importante ressaltar que, dos seis aos doze anos, as crianças se valem de conteúdos fantasiosos para entender o mundo e ter acesso a certos conteúdos pode causar traumas, pois elas ainda não são maduras o suficiente para entender.

Posts Relacionados

Brinquedo Educativo Fisher Price A Larah está com 2 anos e 9 meses e, mais do que nunca, sei bem como é importante a escolha dos brinquedos nessa fase da descoberta. Nessa fase, brinq...
Amy Baby Enxovais – Vestido Infantil No Luxo... O post de hoje é para falar sobre vestido infantil com renda renascença, vocês conhecem? Com o vestido infantil renda renascença, sua pequena princes...
Mamãe Sarada – Minha Experiência Depois que eu inicie as atividade do programa Mamãe Sarada, muitas mães que, assim como eu, procuram uma forma de se exercitar sem gastar muito tempo,...

Posts Relacionados

Mamãe Sarada – Minha Experiência Depois que eu inicie as atividade do programa Mamãe Sarada, muitas mães que, assim como eu, procuram uma forma de se exercitar sem gastar muito tempo,...
Como Voltar a Ter o Corpo Que Tinha Antes da Gravi... Corpo ante e depois Como Voltar a Ter o Corpo Que Tinha Antes da Gravidez Mamãe, imagine se você pudesse emagrecer sem precisar ficar horas na acad...
Falta de Informação Desestimula Amamentação PROFISSIONAIS DA SAÚDE AFIRMAM QUE FALTA DE INFORMAÇÃO DESESTIMULA AMAMENTAÇÃO 80% dos profissionais de saúde recomendam que as mães aprendam sobre a...

Um Comentário

  1. Confira dicas de segurança digital para crianças e adolescentes - Blog da PSafe | Especialista em Tecnologia Android
    31 de março de 2017

    […] a pena conferir a matéria. É só clicar aqui pra ficar por dentro de […]

    Responder

Deixe um comentário!

*