Volta às Aulas: 8 Dicas Para Melhorar o Desempenho Escolar

A participação dos pais é fundamental para o desenvolvimento educacional dos filhos

VOLTA ÀS AULAS: 8 DICAS PARA MELHORAR O DESEMPENHO ESCOLAR

 

Melhorar o Desempenho Escolar

Melhorar o Desempenho Escolar

A participação dos pais  é fundamental para o desenvolvimento educacional dos filhos

 Após 30 dias recheados de muita diversão, viagens, passeios e sem horários pré-estabelecidos para dormir ou até mesmo acordar, chegou o momento de voltar às salas de aula. Mas como garantir um retorno eficiente e produtivo para os estudantes no segundo semestre?

Mesmo com uma rotina cheia e exaustiva, a participação dos genitores é fundamental neste período e, principalmente, no cotidiano escolar. Recente pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com os alunos do Ensino Fundamental, revela que os estudantes que possuem o acompanhamento dos pais, têm um rendimento até 60% maior do que aqueles que não dispõem dessa parceria.

O diretor da Ensina Mais Turma da Mônica, Camilo Carvalho, acredita que com  simples atitudes estabelecidas pelos pais dentro de casa é possível conquistar um eficiente  rendimento escolar e notas brilhantes no boletim, além de estreitar o relacionamento entre ambos.

Ø  FAÇA-O SE SENTIR IMPORTANTE: O momento da organização da mochila e lancheira escolar são  uma ótima oportunidade de fidelizar um elo com o filho. “Sempre dê opções e pergunte a sua preferência, assim mostrará que sua opinião é importante” comenta.

Ø  AJUDE NAS LIÇÕES CASA: Segundo a Unesco,alunos cujos pais acompanham o dever de casa apresentaram melhor desempenho. “A criança sente segurança quando os pais se disponibilizam a ajudá-la.  Por isso, sempre esteja presente, por mais que ele entenda o conteúdo, você pode auxiliar na interpretação de textos”, acrescenta.

Ø  ESTIMULE A LEITURA: O incentivo da leitura é muito importante para o desenvolvimento cognitivo infantil. Além de ajudar na imaginação, interpretação de textos, a prática enrique o vocabulário. “Ler histórias é a forma mais eficaz de gerar interesse pelos livros.  Quando os pais se sentam com os filhos para ler, criam um laço afetivo entre a criança e a literatura, além de ser um momento muito especial de interação familiar, algo tão importante nos dias de hoje”, afirma.

Ø  ESTABELEÇA HORÁRIOS: Nas férias, os horários foram menos rígidos, mas na volta às aulas é fundamental que a criança tenha uma agenda estabelecida para as tarefas, principalmente, na hora do sono, em que o ideal é que a criança descanse de 08 a 10 horas por noite. “ Após uma noite mal dormida, é difícil que o aluno tenha um bom rendimento na escola, por isso, fique atento a este fator”, esclarece.

Ø  CRIE VÍNCULO DE COMUNICAÇÃO: Estabeleça um diálogo sobre o dia a dia da criança. Não faça pressão, mas pergunte como foi na escola, se fez novas amizades. “ Esse tipo de atitude ajuda a ter uma noção de como é a rotina do seu filho e, a longo prazo, saberá quais são seus medos, dificuldades e será capaz de lidar com a situação”, afirma.

Ø  NÃO TOLERE FALTAS: Após a primeira semana de aula, é comum as crianças, principalmente as mais novas, fazerem chantagem emocional, dizendo que estão cansadas. Não caia nessa armadilha, explique os motivos pelo qual deve cumprir seu dia letivo e diga que aos finais de semana poderão se divertir bastante. “As ausências atrapalham o projeto pedagógico, pois as atividades se complementam e a falta de uma, compromete o resultado final”, comenta.

 Ø  INVISTA EM APOIO ESCOLAR: Se ao longo do semestre, perceber que o estudante ainda possui alguma dificuldade, seja em português, matemática ou até mesmo inglês, procure a ajuda de um complemento escolar. Desta forma, ele não ficará com dúvidas sobre as disciplinas e fechará com o boletim azul. “Buscar apoio educacional não significa que seu filho é inferior que o colega, mas é importante estar ciente que cada pessoa tem  seu jeito único de aprender”, explica.

Ø  BRINQUEDOS TECNOLÓGICOS: É cada vez mais comum vermos crianças utilizando celulares, tablets e iPads.. “Por isso, sempre invista em jogos que tragam conhecimento, como aplicativos de raciocínio, para estimular o aprendizado, desta forma, eles aprendem brincando” finaliza Camilo Carvalho, diretor da Ensina Mais Turma da Mônica.