IMG_0169

A grande maioria das mulheres, concordam comigo que ser mãe é a mais fascinante experiência que uma mulher pode viver. Não importa a classe social ou idade, a felicidade gerada da chegada de um filho enriquece e transforma a vida de qualquer mulher.

Ser mãe sim, mas não deixar de ser mulher

Com a chegada do bebê os pensamentos, preocupações e expectativas são todas voltadas para o bem estar do pequeno ser. Na contrapartida desses sentimentos e preocupações, está o parceiro, o pai do bebê.

Neste momento o parceiro muitas vezes fica como coadjuvante ou até mesmo esquecido tanto pela mulher como pelas pessoas que estão ao redor do casal.

Mesmo que a mulher esteja se adaptando, se moldando a nova vida, passando por mudanças complicadas, é importante não “esquecer” do companheiro, voltando também suas atenções para ele.

Normalmente, na gestação, nós mulheres recebemos todos os tipos de agrados e privilégios, mas, quando o bebê nasce, passamos a ser “a mãe do bebê”, a responsável pelo pequeno ser,  e é neste momento que “cai a ficha” do tamanho da responsabilidade que adquirimos e involuntariamente acabamos por deixar de lado a mulher que sempre existiu, tanto para nós mesmas como para nossos parceiros.

E se não cuidarmos, nessa situação, o homem poderá se distanciar cada vez mais e, nós mães nos entregamos à tarefa de ser uma boa mãe de forma total, afinal, em nosso pensamento, não podemos falhar nesta tarefa.

A situação se agrava muito quando deixamos de lado os cuidados com nós mesmas, ou seja, não encontramos mais tempo para cuidar da pele, do cabelo das unhas, etc.

Estar bonita faz bem para relação com nosso parceiro, mas, faz melhor ainda para a nossa alta estima.

Para ser mãe e mulher, é necessário encontrarmos um tempo para dedicarmos a nós e ao nosso parceiro.

Temos que fazer um esforço para não deixar brechas em nosso relacionamento até o ponto que ele corra o risco de acabar por causa do filho. Se você depois de uma ou duas gestações se sentir feia, converse com o seu parceiro. Seja sincera com ele e encontre a mulher dentro de você. Respeite seu parceiro e divida com ele tarefas e responsabilidades.

É importante integrar o pai e o homem na família, não deixando um vazio dentro da relação.

É difícil encontrar este tempo, sem dúvida alguma, mas com boa vontade e muito diálogo surgirão oportunidades e conseguiremos manter o equilíbrio entre o ser mulher bonita e amorosa e também uma mãe dedicada.

Existindo amor e cumplicidade, tudo pode dar certo.