As aulas iniciaram e eu ainda não matriculei a Larah na escola. Ela acabou de completar 3 anos e no ensino infantil, com essa idade, ela ingressará no maternal II.

Ensino Infantil

Ensino Infantil

Ensino Infantil

Desde o ano passado, tenho falado que esse ano a Larah iniciaria sua vida escolar, no entanto, as escolas que eu gostaria de matricular a Larah, estão com as mensalidades além do que eu imaginava. Por outro lado, mesmo não indo para escola, a Larah aprendeu (e aprende) muitas coisas. Tenho a felicidade de a minha irmã (que cuida da Larah quando tenho que trabalhar), ser pedagoga e ensinar muitas coisas para ela, mas o que as crianças realmente aprendem no ensino infantil?

Sei que no momento em que os filhos entram na escola, planejamos para eles futuros acadêmicos brilhantes. Mas, temos que ter em mente que, ler, escrever e aprender matemática é menos importante do que desenvolver as habilidades sociais e emocionais necessárias para a cooperação, atenção e aprendizado. Afinal essas características são necessárias para o sucesso na escola  até na vida.

Por esse motivo que eu realmente quero matricular a Larah no ensino infantil, para, além de aprender e desenvolver habilidades, ela possa desenvolver práticas sociais em conjunto com o conteúdo acadêmico.

Sei que professores competentes irão ajudar crianças pequenas a fazer amizades, cooperar e lidar com as frustrações.

Então, se uma escola infantil focar apenas no quão rápido uma criança consegue aprender a ler e escrever, ela poderá obter resultados de curto prazo, mas a longo prazo não terá a confiança, o interesse ou a condição de aplicar estes conhecimentos em novas situações.

Sabemos que muitos adultos são inteligentes, mas lhes faltam a capacidade de colaborar com os colegas de trabalho, lidar com as frustrações de forma madura e dar seguimento a projetos até sua conclusão. Portanto, professores de ensino infantil – e pais – precisam criar uma vida satisfatória e equilibrada para as crianças.

Claro que, para se ter sucesso, esse aprendizado escolar precisa ter continuidade em casa. Veja abaixo algumas dicas da Vanessa Voltolina  – editora associada no Studio One Networks – para dar continuidade em casa:

Vá Com Calma

Um bom programa de ensino infantil irá fornecer tempo suficiente para a criança se engajar em alguma atividade por meia hora ou mais. Professores promovem esse engajamento a fim de ajudar as crianças a se focarem em uma única atividade, como assistir um filme ou jogar algum jogo em grupo, sem ser facilmente distraídas. E o mesmo deve acontecer em casa. Deixe seus filhos o tempo que for necessário montando seus blocos. Fazendo isso, eles não apenas irão entender as formas e relações espaciais, mas também aprenderão a trabalhar de forma independente, e a se concentrar por longos períodos de tempo.

Abra sua mente

O aprendizado ocorre em diversas situações não “educacionais”. Sendo assim, encontre atividades que sejam interessantes para você e seus filhos. Talvez preparar algo gostoso juntos – biscoitos de chocolate são sempre os favoritos. Enquanto você trabalha na massa e a criança ajuda na mistura, joguem um mini-jogo da memória, fazendo perguntas como: “Quantos ovos iremos usar?”, “O que colocamos antes disso?”, “Vamos contar juntos”. Sempre enfatize a importância do revezamento e do trabalho em grupo, mostrando que o processo é tão importante, se não mais, do que o resultado final.

Faça um jogo de aprendizado

Pratique suas habilidades “acadêmicas”, estimulando o tempo da leitura através de jogos divertidos com seus filhos.  Poderia ser um jogo de preenchimento de palavras ou uma disputa de quem encontra mais palavras com determinadas características. Você pode despertar o interesse deles através de perguntas como: “Se você fosse uma lagarta com fome, o que você comeria?” Isto não só irá aumentar seu vocabulário, como também o ajudará a descobrir que existem muitas repostas corretas para uma mesma pergunta, além de lhe dar mais confiança para se expressar.