Hoje no blog, na coluna de dicas de outras mães, temos a presença da minha colega querida Bárbara Vitoriano, com dicas legais para as mamães que querem começar com empreendedorismo materno.  Espero que vocês gostem, eu adorei. Não deixem de conhecer o trabalho dela.

Empreendedorismo Materno: Quais os três primeiros passos para começar.

EMPREENDEDORISMO

EMPREENDEDORISMO

Desde que comecei a estudar e trabalhar ajudando mães empreendedoras através de cursos e consultorias lá no Empreender Materno, noto que a principal dificuldade, de muitas delas, é começar. E essa também foi uma das minhas maiores dificuldades.

Eu sempre quis empreender, mesmo antes de ser mãe. Mas depois que a Júlia nasceu, essa vontade cresceu de uma forma assustadora em mim. Eu mudei muito, assim como muitas de vocês, eu não me via mais na Bárbara de antes.

Mas, por mais vontade que eu tivesse, eu não conseguia sair do lugar. Nessa época ainda trabalhei muito como funcionária e me vi em projetos que não me identificava mais. Para me satisfazer, eu comecei a blogar, mas meus blogs ainda não eram negócios, apenas uma paixão.

Somente depois da gravidez da Isadora que as coisas efetivamente começaram a andar. Profissionalizei muitos dos meus projetos e novos foram surgindo, como o blog Indiretas Maternas e a Loja Puxunga.

Fiz cursos, estudei, me especializei e um outro projeto surgiu, o Empreender Materno que falei ali no começo.

Quando a gente faz a roda girar não tem jeito, não paramos mais. Redescobri novas paixões, novos negócios e um novo sentido para minha maternidade e para minha vida.

Nesse caminho eu errei muito e aprendi muitas coisas que gostaria de dividir com as leitoras do Mamãe Facilidades e Dicas. São os três primeiros passos pra você, que quer empreender, poder começar agora mesmo.

 Primeiro passo: esteja tranquila com sua decisão

Uma das coisas que mais fazem a gente não sair do lugar é a falta de convicção nas nossas decisões. Costumo dizer que, por mais que o empreendedorismo seja um grande caminho, ele não é o caminho de todo mundo. Se não estamos seguras de que é ele que queremos percorrer, é realmente bem difícil sair do lugar.

Reflita, repense e principalmente sinta que é isso que faz seu coração acelerar. Esteja em paz com sua decisão e tudo ficará bem mais fácil.

Segundo passo: escolha seu negócio com o coração e a razão

Eu sou muito fã da ideia de que devemos fazer aquilo que amamos. Faz muita diferença você ter um negócio pelo qual é apaixonada, afinal, muitas pessoas decidem empreender justamente por isso. Mas além da paixão, é preciso que seu negócio seja sustentável, é preciso que sua paixão seja um negócio.

Para saber se sua ideia é um negócio existem diversas maneiras de validar a ideia e tudo vai depender de que tipo de negócio deseja abrir. Não esqueça desse passo, ele é extremamente importante para não perder tempo nem dinheiro.

Terceiro passo: planeje livremente

Quando falamos em planejamento vem logo à mente, aquelas inúmeras planilhas, cálculos e muito trabalho? Esqueça. Eu também não gosto de planejar, mas descobri que sem ele eu me perdia no caminho e muitas vezes, precisava voltar lá para o começo.

O planejamento que estamos falando aqui é natural e simples. Quer ver uma coisa, vamos supor que você e sua família farão uma viagem de férias. Qual a primeira coisa que vocês pensam? No destino certo? E depois? Na data e depois onde irão de hospedar, qual o transporte, quais os passeios farão e assim por diante.

Planejar seus passos rumo ao seu negócio é simples assim mesmo, você só precisa pensar em um passo por vez.

Bom, ficamos por aqui, espero que essas dicas tenham ajudado! Qualquer coisa, podem entrar em contato pelo e-mail empreendermaterno@gmail.com

Um beijão e até a próxima!