As Brincadeiras incentivam o desenvolvimento das crianças

No meu tempo de criança, eu brincava na rua de casa, brincadeiras de correr, pega pega, esconde esconde, bola, e na pré adolescência começaram as brincadeiras de beijo, abraço e aperto de mão, salada de frutas…rs. Quem se identifica com estas brincadeiras, levante a mão..rs

Na infância, é visível o quanto as crianças gostam dos brinquedos, e especialmente os bebês, gostam dos brinquedos que chamam atenção, que brilham, que mexem, que falam ou precisam ser encaixados.

O que pode parecer um simples passatempo é na verdade, um meio de incentivar o desenvolvimento de sentidos e movimentos. Na fase da infância o cérebro está muito mais apto a aprender novas habilidades.

Sou a favor de brinquedos educativos os quais proporcionam noções das disciplinas que os nossos pequenos terão nos anos seguintes, no ensino fundamental. E também, com a violência, principalmente aqui em São Paulo, não é mais possível brincar nas ruas e, por este motivo, sou a favor de proporcionar em nossas residências, ambientes que incentivem nossos pequenos a brincar como fazíamos antigamente em nosso tempo. Brincadeiras nos jardins, brincadeiras de casinha, brincadeiras com lousas, etc.

Com a era digital a todo vapor, os jogos de computadores e brinquedos eletrônicos passaram a ser mais constante na vida das crianças e temos que nos policiar para não deixar nossos filhos somente com esta opção de diversão.

E não é de hoje que os brinquedos e as brincadeiras são vistos como parceiros no desenvolvimento. Foi com as brincadeiras da minha infância que aprendi a dividir, cooperar, ganhar ou perder. E é isso que quero para Larah.

Hoje a Larah é pequenina, só brinca com a tartaruga de pelúcia que ganhou, as vezes com sua bonequinha de pano e sorri em ver rolar o cachorrinho a pilha. No entanto já estou pensando em como diverti-la a partir de seus dois anos, onde as brincadeiras lúdicas requerem mais atividades e espaço.

Pensando nisso encontrei na net imagens de quintais e varandas, desde pequenos até grandes espaços, adaptados para as brincadeiras de crianças.

Amei a ideia e, quero aproveitar estas sugestões e modificar meu quintal, adaptando minha casa a esta nova realidade de termos nela uma moradora infantil cheia de energia para gastar.

Veja abaixo as lindas opções que encontrei .

Fonte Pinteret

38

Back Camera

36

40

35

33

31

Back Camera