Amamentação Prolongada

AMAMENTAÇÃO PROLONGADA

AMAMENTAÇÃO PROLONGADA

Amamentação

Muito se fala em amamentação, o tema é polêmico nas redes sociais, eu sempre defendi a amamentação exclusiva até o 6 meses e por livre demanda, no entanto respeito a decisão de cada mãe  afinal, ninguém melhor que ela para saber como cuidar do filho.

Agora que minha filha está com 1 ano e quase 4 meses, a polêmica da amamentação continua. É incrível como sou questionada, e muitas vezes colocada na parede, sobre quando eu vou “tirar” o peito dela. Sendo bem sincera, nem penso em desmama-la ainda. Porque faria isso se não me incomoda e nem me atrapalha além dos inúmeros benefícios que a amamentação traz?

Pensando nisso, e para esclarecer muitas dúvidas dos leitores, achei pertinente compartilhar aqui as informações que encontrei no site BabyCenter a respeito da amamentação prolongada. Eu adorei as informações e acredito que vocês também irão gostar:

Por que é bom amamentar depois de 1 ano de idade

– Apesar de a criança já estar obtendo a maioria dos nutrientes de que precisa da comida, o leite materno ainda proporciona uma boa quantidade de calorias, vitaminas, enzimas e substâncias que elevam a imunidade. Estudos mostram que crianças de mais de 1 ano que mamam no peito ficam doentes com menos frequência que as que não são amamentadas.

– A amamentação oferece aconchego e segurança à criança. Em vez de ela ficar mais dependente de você, essa proximidade entre vocês dois a ajuda a conquistar uma maior independência, à medida que se sente mais segura de si, em termos emocionais. Desmamar a criança antes da hora pode torná-la mais apegada, justamente o contrário do que seria de imaginar.

– Quando a criança fica doente, o leite materno é muito mais digerível que qualquer outro alimento, e é uma ótima forma de evitar a desidratação em caso de vômitos e diarreia, tão comuns naquelas viroses chatas. E você ainda sente que está fazendo alguma coisa concreta para ajudá-la a melhorar. Uma das piores coisas de ver o filho doente é a sensação de impotência.

– Na hora de viajar ou de sair de casa, é bem mais fácil não ter de carregar o leite nem ter de se preocupar em comprá-lo quando chegar. E o aconchego de mamar no peito é excelente para ajudar seu filho a se adaptar melhor a um ambiente estranho.

– Talvez você consiga passar mais tempo sem menstruar, livre de cólicas e da famigerada TPM. Mas não se esqueça de que não dá para confiar na amamentação como meio de evitar uma nova gravidez, principalmente quando a criança já tem mais de 6 meses, e já come outros alimentos. É melhor usar algum outro meio de contracepção, como o preservativo ou uma pílula adequada para o período da amamentação, se você não quer outro bebê agora.

– Desmamar seu filho no momento em que ele dá sinais de que está pronto é um processo mais natural, menos arbitrário. Dar de mamar no peito mesmo depois do primeiro aniversário era um hábito comum no mundo antes da invenção dos leites especiais e fórmulas infantis, e em algumas culturas continua sendo. Além disso, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde recomendam oficialmente que o aleitamento seja mantido até 2 anos de idade ou mais.

Por que pode ser difícil amamentar seu filho de mais de 1 ano

– Pessoas que consideram “estranho” dar de mamar a uma criança maiorzinha podem ser indiscretas e até fazer comentários grosseiros para você. Se você quiser evitar que isso aconteça, talvez tenha que acabar evitando amamentar em público. Não dá para evitar os olhares tortos quando seu filho levanta a sua blusa no meio do supermercado porque está com fome.

– Há pessoas que dizem que fica mais complicado desmamar a criança quando ela é mais velha. Crianças de 2 anos são bastante voluntariosas, portanto é difícil não levar em conta potenciais escândalos ou berreiros porque a mãe não quer dar o peito.

É claro que você vai conseguir desmamar seu filho quando quiser, mas, se for fazer isso, talvez tenha que apelar a truques como distraí-lo com outros lanchinhos ou com alguma atividade interessante na hora em que ele quiser mamar. O processo pode não ser tão simples, em especial quando a criança passa por alguma fase de estresse, como uma doença, o nascimento dos molares ou uma mudança na escola.

– Existe a possibilidade de a criança recorrer ao seio quando na verdade só está entediada, ou então quer chamar sua atenção. Você pode descobrir outras formas de interagir com seu filho. Nessa idade, as crianças estão loucas para explorar o mundo e precisam de muito estímulo para se desenvolver.

– Dar de mamar grávida é possível, mas para algumas mulheres pode ser física ou emocionalmente difícil.

Como amamentar por mais tempo sem estresse

– Se os comentários maldosos ou olhares tortos a incomodarem, você pode tentar dar de mamar em casa, antes de ir ao parquinho ou ao supermercado. Para algumas mães, o que funciona melhor é determinar horários para as mamadas no peito: de manhã cedinho, antes da soneca de depois do almoço ou na hora de dormir. No resto do tempo, a criança pode beber líquidos em um copo.

– Se você não está nem aí para os outros, aproveite e devolva na lata as perguntas indiscretas que lhe fizerem. “Ela ainda mama no peito?” “Mama.” E ponto final. Ou, se alguém perguntar: “Você não vai parar de dar o peito para ele?”, responda, por exemplo: “Vou sim, daqui a dez minutos, quando ele estiver satisfeito”.

– Você pode criar uma palavra-código, um apelido bonitinho para mamar no peito. Assim vocês não vão chamar tanto a atenção se ele gritar pedindo o “peitinho” ou a “teta” no meio do restaurante.

– Se você está grávida e quer continuar amamentando, prepare-se para enfrentar a redução na sua produção de leite, causada pelas mudanças hormonais do organismo. Mas há mulheres que conseguem dar de mamar tanto ao recém-nascido quanto ao irmão mais velho. Você vai precisar de mais tempo e paciência. E capriche na sua alimentação e no consumo de líquidos.

Posts Relacionados

Lua de Leite – Quem conhece? Hoje li um termo que desconhecia: Lua de leite – quem conhece? Bem eu não imaginava que existia. Pra falar a verdade de lua, só conheço mesmo a Lua de...
Amamentação: a hora de aprender é na gestação!... No último dia 10, fui convidada, pela empresa Libbs, para participar de uma roda de conversa sobre amamentação. Como este tema é um tema polêmico e qu...
Falta de Informação Desestimula Amamentação PROFISSIONAIS DA SAÚDE AFIRMAM QUE FALTA DE INFORMAÇÃO DESESTIMULA AMAMENTAÇÃO 80% dos profissionais de saúde recomendam que as mães aprendam sobre a...

Posts Relacionados

Falta de Informação Desestimula Amamentação PROFISSIONAIS DA SAÚDE AFIRMAM QUE FALTA DE INFORMAÇÃO DESESTIMULA AMAMENTAÇÃO 80% dos profissionais de saúde recomendam que as mães aprendam sobre a...
Amamentação Exclusiva Amamentação Exclusiva AMAMENTAÇÃO No dia 13 deste mês, a Larah completou 1 ano. Um marco, primeiro ano de vida. Foram 12 meses de muito amor, de mu...
01 DE Agosto – Dia Mundial da Amamentação Hoje comemoramos o Dia Mundial da Amamentação!Você sabia que o leite materno é o alimento mais completo para o bebê? Isso quer dizer que até os ...

13 Comentários

  1. Verônica
    08 de junho de 2015

    Eu amamentei até 1 ano e 6 meses, só parei porque minha filha não quis mais, simplesmente enjoou do peito, kkkk. Fiquei até tristinha por isso, mas no fim foi bom pois foi bem tranquilo….
    Abraços!
    http://www.pipocasemaquarela.com

    Responder

  2. Patricia Charleaux
    08 de junho de 2015

    Eu amamentei meu filho até os 9 meses , ele desmamou sozinho, sofri mto porque eu queria continuar amamentando , para mim foi uma luta amamentar pois tive eles problemas mas minha força de vontade venceu e consegui amamentar até que por bastante tempo, cada mãe sabe das suas dificuldades e da importância de amamentar. Ótimo post , parabéns! Bjs

    Responder

  3. marta
    09 de junho de 2015

    Minha pequena com 6 meses nao quis mais…ela ja estava tomando complemento…fiquei arrasada!!!!

    Responder

  4. Ramonnielly
    09 de junho de 2015

    Amei o post, e super incentivo a amamentação prolongada, aqui a Jú tem 1a3m e ainda mama, e vai amar até quando quiser. a pior parte são os palpites e quando menosprezam o alimento que é o LM, como se não servisse mais de nada, a ju come e quando termina de comer já que o pepê dela haha

    Responder

  5. Cristiane
    09 de junho de 2015

    Amiga amamentar só traz benefícios e se puder prolongar… melhor ainda!
    Aqui pude amamentar até os 2 anos e 8 meses do Joseph, apesar de me olharem e falarem que ele estava grande demais eu nem ligava… paramos no tempo dele e meu.
    Super apoio!
    bjs

    Responder

  6. Ariane
    09 de junho de 2015

    Realmente é polêmico. Eu acho que cada mãe sabe o que é melhor para o seu filho e ponto final. Aqui em casa por opção amamentei até um ano de idade, porque achei que era mais que o suficiente.

    Responder

  7. Michele Gobbato
    09 de junho de 2015

    Aqui eu só amamentei no peito até os dois meses pois o Gui não quis mais pegar o peito, mais continuei dando o leite materno na mamadeira até não sair mais nada (literalmente suguei até a última gota), e o fato é sempre terão os que criticarão por que não amamentamos e outros porque ainda fazemos, mais sou que nem você cada mãe sabe o que faz né … eu se pudesse tinha dado muito mais tempo para o Gui.

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    Responder

  8. Jamilly Lima
    09 de junho de 2015

    Se é o que a mulher deseja então que amamente sem se importar com os outros.

    Responder

  9. Arte Cor de Rosa
    09 de junho de 2015

    Acho super importante a amamentação, tô gravida de 30 semanas, torcendo mt pra ter leite hahahah. Tô iniciando um blog, com super dicas e tem decoração tb, um dos posts é sobre book facil/economico pra mamães. http://artecor-de-rosa.blogspot.com.br/

    Responder

  10. Genis Borges
    10 de junho de 2015

    Oi Adriana,

    Aqui a amamentação aconteceu até 2 anos e 9 meses, não me arrependo e foram momentos maravilhosos mãe e filho.
    Algumas pessoas achavam engraçado JM grandão, mas nunca me falaram diretamente sobre isso, se achavam certo ou não. Bem, isso também não ia fazer diferença, optei pela amamentação prolongada sabendo de todos os benefícios e não me arrependo.

    Bejios, Genis – Meu Mundo Materno
    http://www.meumundomaterno.com.br/

    Responder

  11. Vitoria Aparecida
    10 de junho de 2015

    Muito bom amamentar eles depois de um ano, eu amamentei ate 1 ano e 4 meses depois de uns estresses resolvi parar mais teria ficado acho que ate aos 2 anos
    bjs

    mamaenathan.blogspot.com

    Responder

  12. Carlah Ventura
    11 de junho de 2015

    Amiga meu filho está com 2 anos e 8 meses e ainda mama, claro que agora bem menos até porque estou trabalhando fora e ele fica na creche. Mas quando estou em casa ele gruda rsrs. Eu ouço muitos “nossa ele ainda mama nessa idade” ou “tira o peito desse menino”… respondo sempre “vou deixa-lo mamar até quando me incomodar”, por enquanto tá tranquilo pra nós dois e não me importa oque os outros digam. Sempre fui e serei a favor da amamentação livre e prolongada. Adorei o post bjs

    Responder

  13. Cibele
    13 de junho de 2015

    Acho legal amamentar bastante, mas acho que depois de dois anos não sei se fica legal não, acho que já está bom até 1 ano! meu filho só foi até os 8 meses! bjo

    Responder

Deixe um comentário!

*